sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Lágrima


Para quê dormir

Se depois temos de acordar

Para quê sonhar

Se depois não o conseguimos realizar

Para quê viver

Se sabemos que um dia

Tudo irá acabar

Para quê vestir alegria

Quando só queremos chorar...

Mas chorar para quê?

Acaso lagrimas trazem solução?

Não, a resposta é não

Nem em cem anos de procura

As lagrimas vão

Encontrar solução à altura


Não vale a pena chorar

Descer ao rés do chão...

Devemos sim amar a vida

Viver tudo com frevor!

Mesmo sabendo que é ilusão,

E que de ilusão não vai passar

E que nem todos os sonhos se podem realizar.

Há que continuar...

A viver, a sonhar,

A dormir e a acordar

E a viver cada dia como se último fosse

E a ultrapassar sem medo a dor

Que a todos atormenta

E tal como o amor

Deixa feridas no coração

E o arrasta para uma morte lenta

Ou uma raiva violenta

Ou o fustiga até à exaustão...


Primavera de 2004

1 comentário:

MaxCrisântemo disse...

Estou impressionado,
Gostei!
O teu "urso entediado" já tem um link
no meu blog :P

Keep it up!

Toni

eheh!