sexta-feira, 18 de abril de 2008

Culpa

Olhei outra vez
E não consegui
Sufocada pela gaguez
Eu não consegui
Dizer o que preciso
Para tirar de mim o peso
E de ti esse olhar
Magoado mas incisivo
Que me faz sufocar

E assim me vou envenenando
Agonizando neste sentimento
De dois lados opostos, mas iguais.
E esse olhar gélido mostra mais:
Mais que frieza, mostra desapontamento
Dor e pena.

Queria ter coragem,
Mas não tenho.
Ter coragem
Para admitir, para me curvar
Para me recolher e aceitar
A culpa que me arruína
A acusação do teu olhar.

Vou pedir agora
Baixinho, a quem feri
Desculpa





Desculpa o que disse de mais


Desculpa o que disse de menos


Desculpa por ter sido mais um dia


Mais eu, e menos nós.

1 comentário:

Anónimo disse...

Ainda nao tinha visto este.
Arrepiado...

Bom!

Débil_Mental