sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Quando o urso aparece


O tempo é uma realidade que pode ser apercebida de infinitas formas... E enquanto algumas vezes um dia passa a correr e não há tempo para nada, outras parece que cada segundo contem mais tempo do que uma vida. E é nesses segundos eternos que nasce muita coisa material e imaterial. Alguns desses segundos são flutuantes e irradiantes e contagiantes, outros são escorregadios, moles, escuros, asfixiantes...

Aqui, nestas unidades de tempo vazias de mais, surge o urso tédio...

Sem comentários: